Pantera Negra [Crítica Sem Spoilers]

Um filme que tem gerado muita polêmica e discussão, Pantera Negra, que assume o terceiro lugar no meu TOP FILMES MARVEL diverte e gera discussão.

Seguindo os eventos do filme Capitão América: Guerra Civil, a história foca-se em Wakanda, um país fictício do nordeste da África onde a tecnologia evoluiu muito devido à um metal encontrado apenas ali, o vibranio;  e na jornada de T’Challa, que acaba de se tornar o Rei da nação e assim assumindo o manto do Pantera Negra.

Levantando assuntos políticos e sociais, racismo, segregação, protecionismo e limites morais, o filme não só diverte mas também gera discussão e análise.,

O visual de Wakanda mescla equipamentos modernos e de alta tecnologia com elementos tribais e culturais africanos, que a internet vem chamando de AfroTech.

O filme começou a ser gravado em Janeiro de 2017 e entrou em cartaz em Fevereiro de 2018, pouco tempo para uma obra deste tamanho, o que pode-se notar nos efeitos especiais do filme, simples, muitas vezes de baixa qualidade, com falhas de Chroma-Key visíveis, mas não tira a beleza da fotografia.

Apesar de os eventos de filmes anteriores influenciaram a história, assim como a maioria dos filmes da Marvel, a película se sustenta sozinha, tem uma história com arco fechado, que não é sem furos de roteiro, mas convence.

O principal motivo para as polêmicas envolvendo o filme é o cunho social dos oprimidos e negros que está muito presente no enredo, gerando uma representatividade e identificação enorme.

O Elenco é o ponto mais alto do filme. Chadwick Boseman no papel de T’Challa (Pantera Negra) não fez uma atuação ruim, mas o resto do elenco se destaca tão bem que acaba ofuscando o protagonista. O Antagonista Michael B. Jordan brilha em cena.

Ainda temos Lupita Nyong’o (Star wars), Danai Gurira (a Michone de Walking Dead) a melhor personagem do filme na minha opinião, Martin Freeman (O Hobbit, Sherlock), o excelente Daniel Kaluuya (Corra!, Sicário), Andy Serkis (Planeta dos Macacos, Senhor dos Anéis), Forest Whitaker (Rogue One, A chegada, O Mordomo da Casa Branca, Platoon), entre outros.

O filme vale o ingresso!